domingo, 26 de março de 2017

Passatempo: «A Tentação de D. Fernando», de Jorge Sousa Correia

https://www.facebook.com/silenciosquefalam/photos/a.187362988008873.45353.178784915533347/1310492422362585/?type=3&theater
A Tentação de D. Fernando, o mais recente romance histórico do escritor Jorge Sousa Correia, é o prémio que podes ganhar se fores o vencedor deste passatempo, que conta com o apoio da Editora do livro, a Clube do Autor.

As participações são válidas até ao dia 31 deste mês, na página deste blogue no Facebook (AQUI).

sábado, 25 de março de 2017

Alberto João Jardim escreveu livro de memórias contendo mais de 800 páginas

As memórias políticas de Alberto João Jardim preenchem 848 páginas de um livro que chega às livrarias no início do mês de Abril. Relatório de Combate tem o selo da Dom Quixote, uma das editoras do Grupo Leya.
Texto sinóptico
Relatório de Combate resulta do percurso de Alberto João Jardim de quatro décadas de poder. Conta as suas memórias políticas, esclarece aspectos da sua governação, partilha reflexões, e lança pistas para o futuro da Região e do País. No seu estilo directo e franco começa por contar o seu trajecto político, desde a madrugada do 25 de Abril, e conduz-nos por entre os corredores do poder até à actualidade.

Percorre todas as fases por que o regime português passou - o PREC, os primeiros Governos constitucionais, a estabilização do Regime, a entrada para a Comunidade Europeia e enfim a maturidade democrática. E partilha connosco o que esta cronologia de acontecimentos significou para a luta pela Autonomia da Madeira, bem como definiu a sua acção política.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Os títulos mais recentes da EuroimpalaBooks

Um livro de receitas da família Aveiro será publicado no dia 5 de Abril. As Receitas da Minha Querida Mãe, de Katia Aveiro e Dolores Aveiro, será apresentado no dia 8, pelas 17 horas, na FNAC Colombo.

Texto de apresentação
Uma obra onde são reveladas as preferências gastronómicas destas madeirenses muito acarinhadas pelos seguidores.
Em forma de "passagem" de testemunho, Dolores Aveiro passa para a sua filha Katia, os segredos de todos os sabores que a acompanharam na infância.
Para este livro em especial, mãe e filha reuniram-se numa produção própria, da qual foram registados vídeos.
Uma das receitas: Pudim de Maracujá
As receitas preferidas de alguns elementos da família, podem também ser vistas em vídeo acedendo aos Qrcodes impressos neste livro.


Outras publicações recentes com o selo da EuroImpalaBooks:


DEIXEI DE COMER CARNE. E AGORA?
Tomou a decisão de deixar de comer carne e depois olhar para os produtos denominados, denominados vegetarianos, fica sem saber o que fazer? è mais fácil do que imagina!
Evite o choque do "eu estou farto de fazer a mesma coisa"; comece por deixar o peixe aos poucos e depois, é mais fácil seguir um regime alimentar mais saudável. As receitas incluídas neste livro, são inidicadas para ovolactovegetarianos e para todas as pessoas que desejam tornar as suas ementas mais variadas e saudáveis. Ser vegetariano, é uma opção de vida!


RECEITAS RICAS EM FIBRA
Sabe certamente que os alimentos ricos em fibra devem fazer parte da nossa alimentação.
Para incluí-la, basta que os legumes, a fruta, os grãos integrais e as leguminosas, como o grão, feijão ou lentilhas, façam parte das ementas diárias.
Nas 96 páginas deste livro, encontra a possibilidade de poder cozinhar todas as suas refeições, doces e pães, enriquecendo-as com a "fibra que lhe falta".


PANQUECAS, CREPES E WAFFLES
Mais do que receitas, neste livro vai encontrar, verdadeiras obras para saborear.
Às waffles atrevemo-nos atum e outros ingredientes. Aos crepes, demos-lhes cor, recheios novos e depois de enrolados, criámos verdadeiras delícias. Quanto às panquecas deixamos que descubra, no interior deste livro, o que pode fazer com esta massa alta e fofa. Salgado ou doce? A escolha é sua!

quinta-feira, 23 de março de 2017

Livros de psicólogas abordam a temática das dependências online nos mais jovens


#GeraçãoCordão
A geração que não desliga!
de Ivone Patrão

Texto de apresentação
Todos estamos ligados! É saudável? Como gerir o estado online dos nossos jovens? Que modelos somos?
Um livro para pais, professores e todos os que procuram respostas para um uso saudável da Internet!
Um livro que incide sobre a nossa ligação à internet, as dificuldades para gerir regras no uso da tecnologia (que é um dos maiores desafios da educação atual, quer pelas famílias quer pelas escolas) e o que fazer para se conseguir um consumo saudável da mesma.
As crianças e jovens são a nova Geração Cordão: uma geração ligada por um cordão invisível, porque já há wi-fi, mas que faz perdurar a necessidade de estar conectado, de não se estar sozinho. Coloca-se então a questão: a tecnologia passou a controlar as nossas vidas ou somos nós que controlamos o uso da tecnologia?
A resposta a esta problemática está neste novo livro que propõe um conjunto de boas-práticas para se conseguir dedicar apenas o tempo necessário, perceber os perigos e evitar as dependências.

Da mesma co-autora dos livros Dependências Online (Pactor, 2016) e O Amor Dentro do Meu Peito (Planeta, 2012).



iAgora?
Liberte os seus filhos da dependência dos ecrãs
de Rosário Carmona e Costa

Texto de apresentação
Uma leitura fundamental para as famílias do século XXI. O que é normal e o que é excessivo na relação dos nossos filhos com as novas tecnologias? Essas formas de comunicação podem ser uma ferramenta de educação poderosa e altamente válida... Desde que ninguém se deixe dominar por elas. A começar pelos pais. Estas perguntas são para si: - Deve ou não deve ser amigo do seu filho no Facebook? - Sabia que o vídeo na hora da sopa pode vir a tornar-se o seu pior inimigo? - Imagina o que pode estar a acontecer quando um professor lhe diz que o seu filho tem sono nas aulas? - Quando é que deve ligar ecrãs nas viagens de carro? - Por que é que é tão errado encostar telefones a copos de água diante dos miúdos nos restaurantes? - Será mesmo uma boa ideia conceder mais meia hora de computador como prémio de bom comportamento? - Qual a grande diferença entre ser alvo de troça na escola, com umas «bocas» e encontrões, ou ser vítima de cyberbullying? - Já alguma vez parou para pensar no conceito de «aplicações didáticas»? - Então e a televisão: se virmos todos em família não faz mal, não é? - Acredita no seu filho adolescente quando ele diz que está acompanhado porque está a jogar online?
(...) Um livro de leitura fácil em que a psicóloga Rosário Carmona e Costa, estudiosa desta temática há vários anos, fornece respostas simples e diretas para um problema tão complexo e tão atual.

«O Eterno Marido», de Fiódor Dostoiévski

Editora: Presença
Data de publicação (4.ª edição): Junho 2016
N.º de páginas: 168
O ponto de partida da presente narrativa que Dostoiévski viu publicada em 1870, ambientada em São Petersburgo, é o reencontro entre dois amigos, volvidos quase dez anos. Em O Eterno Marido, Dostoiévski explora a fundo as consequências trágicas que uma traição pode deixar perpetuadas.
Veltchanínov tem perto de quarenta anos, e até há pouco tempo era um homem alegre, de bem com a vida. Assim que a hipocondria começou a fazer parte do seu quotidiano, ele torna-se uma pessoa ociosa, triste e misantrópica (abandona os amigos e conhecidos). Embora não sinta orgulho da sua solidão, depende dela, em boa percentagem porque esta concede o tempo suficiente para ele lutar com os demónios que lhe atormentam e pesam a consciência. É durante as intermináveis noites brancas que Veltchanínov tem sonhos febris e deambula entre dois mundos; um deles submerso há nove anos.
Com a chegada de Pávlovitch, um antigo amigo e marido de uma sua ex-amante, uma mulher «passional, cruel e sensual», as emoções que despertam neste homem entram definitivamente em choque. Este ex-amigo, um homem alcoólatra e instável psicologicamente, acaba de ficar viúvo e com uma filha de oito anos por continuar a criar; uma filha com muita debilidade física, que sabe que não é sua. Para Veltchanínov, Lisa, a sua filha, será agora a sua finalidade de vida, o que faltava para a sua tristeza cessar, para dar paz à sua consciência pesada. Mas algo trágico acontece. E a desgraça satura-lhe de novo a alma de dor.
Este é um romance curto mas povoado por personagens psicologicamente densas envoltas numa trama onde os diálogos são bem construídos e inteligentes. A história começa in medias res, uma técnica literária que Dostoiévski é mestre em tecer, criando pouco a pouco suspense no leitor, assim que os detalhes sobre o passado adúltero do protagonista são revelados.
Ciúme, humilhação, raiva, vingança, arrependimento, auto-punição, abnegação, de tudo isto fala O Eterno Marido, que é tido como um dos trabalhos mais refinados do autor russo, que a tradução de Nina Guerra e Filipe Guerra soube tão bem captar.
Tirando uma contradição na história, sobre o sentimento que o protagonista nutria pela amante, apresentada em duas partes do livro («(…) uma rapariga [Natália] (…) de quem nem sequer gostara, a ponto de se envergonhar das suas relações com ela…» (p. 12); «Gostava dessa mulher… e era amante dela… O amor e a relação entre os dois dominavam-no com tanta força que se tornou quase escravo de Natália…» (p. 36)), esta obra revela-se uma leitura muito estimulante.

quarta-feira, 22 de março de 2017

Uma nova colecção humorística sobre as grandes questões da vida adulta

Eis os três primeiros títulos de uma nova colecção com ilustrações vintage, com humor seco e para adultos. Publicações a cargo da Vogais Editora.
A Ressaca: Um livro indispensável para compreender o mistério de noites perdidas ao acordar com uma ressaca.

As Mamãs: Um livro indispensável para compreender esses seres maravilhosos e complexos que são as mamãs.

Mindfulness: Um livro indispensável para compreender essa arte maravilhosa e insubstancial de não fazer nada que é o mindfulness.

Portugal, o país que é tema de cinco livros recentes

Portugal - A História de uma Nação
de Henry Morse Stephens
Do texto sinóptico
«A nação portuguesa é um produto da sua História: isto dá à História de Portugal um valor eminente». É assim que Henry Morse Stephens, docente da Universidade da Califórnia, começa esta obra notável, que em muito contribui para trazer ao conhecimento comum diversos acontecimentos até agora desconhecidos da História de Portugal. Abrange a instauração da nacionalidade, a consolidação do território e da independência, atravessa o período heroico dos Descobrimentos e a criação de um império global, as navegações em África, na Índia, no Próximo Oriente e no Brasil, e culmina no período de declínio, que começa na fatídica batalha de Alcácer Quibir e se prolonga mais ou menos até aos nossos dias, iluminado aqui e ali com alguns lampejos de uma glória fugaz.

Na primeira fase, aliou-se uma força combatente a uma sabedoria administrativa e um tato de governo que granjearam o respeito de toda a Europa. Na segunda, a dos Descobrimentos, a visão estratégica dos principais dirigentes do reino e o insuperável heroísmo dos navegadores trouxeram glória e poder à alma lusa. Finalmente, com a perda da independência e as respetivas consequências, Portugal entra na fase mais negra da sua História. Este é um livro essencial para entender o contexto e os acontecimentos que conferiram ao reino uma individualidade e uma existência nacionais de que justamente se orgulha e para vislumbrar como conseguiu um país tão pequeno erguer o primeiro império global da História.

História da Origem e Estabelecimento da 
Inquisição em Portugal - Tomo II
de Alexandre Herculano
Do texto sinóptico
Uma importante análise que trata do aparecimento do sistema inquisitorial, na Europa e entre nós, acompanha a situação dos judeus em Portugal e observa as relações que se estabelecem entre a Inquisição e o poder político, especialmente durante os séculos XV e XVI, nomeadamente durante o reinado de D. João III.

Escravos em Portugal
Das origens ao século XIX
de Arlindo M. Caldeira
Do texto sinóptico
Uma obra inovadora sobre um tema que continua ainda muito ignorado no nosso país e que temos obrigação de conhecer. Esta não é uma história da escravatura em Portugal, mas sim uma história dos escravos, uma obra única que nos fala da história de Lourenço, João, Florinda, Grácia, João de Sá e de muitos outros milhares de escravos, protagonistas involuntários de um regime social injusto, excluídos entre os excluídos, e que viveram em Portugal. Calcula-se que só nos séculos XV a XVIII, o período de maior concentração de mão-de-obra não-livre, tenha havido, no continente e ilhas, um milhão de pessoas sujeitas a cativeiro.

Os Estrangeiros que Mandaram em Portugal
de Sara Capelo
Do texto sinóptico
A História de Portugal está marcada por inúmeras investidas de estrangeiros. Ao longo dos séculos, o nosso país sofreu com os excessos, decisões e polémicas que lançaram sobre nós. Mas nunca desistimos de recuperar a nossa independência.

Quando Portugal Ardeu
Histórias e segredos da violência política no pós-25 de Abril
de Miguel Carvalho
Do texto sinóptico
Quem foram as primeiras vítimas mortais da democracia? Por que razão foram assassinados Padre Max, Rosinda Teixeira e Joaquim Ferreira Torres? Quem protegia e que segredos escondia a rede bombista de extrema-direita? Como enfrentou o cônsul dos EUA no Porto o PREC? O que relatam os diários do norueguês baleado no Verão Quente de 1975? Como é que a Igreja mobilizou e abençoou a luta contra o comunismo? O que sabia a PJ sobre o terrorismo político e tudo o que nunca chegou a julgamento? Com recurso a centenas de documentos, entrevistas e testemunhos inéditos, esta investigação jornalística traz à luz do dia histórias secretas ou esquecidas do pós-25 de Abril.

O primeiro romance de Paula Lobato de Faria

Imaculada, nas livrarias a partir de 6 de Abril, é o romance de estreia de Paula Lobato de Faria e a grande aposta da editora Clube do Autor no segundo trimestre deste ano. A autora é doutorada em Direito e professora da Universidade Nova de Lisboa.

Imaculada é o seu primeiro livro de ficção - Paula Lobato de Fariatem várias publicações internacionais nas áreas do direito da saúde, bioética e direitos humanos -, e tem como pano de fundo o Portugal profundo dos anos 50. A história é inspirada em acontecimentos reais.