terça-feira, 27 de março de 2012

O Hipnotista, de Lars Kepler

Editora: Porto Editora
Edição/reimpressão: 2012
Nº de Páginas: 560
Alexandra Coelho Ahndoril é uma escritora sueca, com ascendência portuguesa (da parte materna) e forma conjuntamente com o marido – escritor também - um duo que assina os seus romances policiais com um só pseudónimo: Lars Kepler. Os autores escolheram o pseudónimo fazendo reminiscência a Stieg Larsson e a Johannes Kepler, um escritor sueco (autor da Trilogia Millennium) e um cientista alemão, respectivamente. 
O Hipnotista foi o primeiro livro a ser publicado pelo casal sueco em 2009 e foi considerado um dos melhores bestsellers nórdicos dos últimos anos.
O clima frio e cinzento da Súécia serve de adorno físico e psíquico à trama policial que tem como personagens principais, o comissário Joona Linna e o psiquiatra Erik Maria Bark.
Um sangrento homicídio envolvendo três membros de uma família; um adolescente em coma que é a única testemunha do massacre; um hipnotista que «rompe» uma promessa feita há dez anos; um grupo de jovens delinquentes; pacientes de hipnose que guardam rancor. São apenas alguns ingredientes que pelas páginas deste policial serão «saboreados».
O livro é forte. Tem personagens complexas (com uma história por trás, sem o leitor aperceber-se); um enredo «de cortar à faca»; um q.b. desproporcional de violência gratuita (mas que resulta), e reviravoltas mais do que suficientes para manter as páginas virando sucessivamente.
O flashback de quase cem páginas que interrompe o fluxo da narrativa, a cerca de cinquenta por cento do livro, funciona eficientemente e é a força motriz da compreensão de toda a história, até ao seu término. 
O jogo de escrita pioneiro, tão bem manipulado pelos autores, deriva num tenso, intrigante e inteligente policial, que aborda temas como a doença mental, o abuso infantil, o abuso sexual, o bullying, o ciúme, a raiva, o medo, além de métodos clínicos e policiais forenses.
O filme baseado neste O Hipnotizador, ao que tudo indica, será apresentado nos cinemas ainda no decorrer deste ano.
O Executor, o segundo livro desta série, já se encontra publicado também pela Porto Editora.

13 comentários:

Teté disse...

Ainda no outro dia li uma crítica a este livro, igualmente positiva, na blogosfera. Está visto que tenho de ler... :)

redonda disse...

Uma das minhas irmãs já leu os dois e gostou (estão na minha lista de livros a ler).

Miguel Pestana disse...

Sim Teté, completamente recomendado. Um policial forte!

Redonda, o Executor é o segundo livro da série que espero ler em breve.

Guerreiro disse...

Olá, Miguel!
A tua opinião excelente fez-me ficar mais desejoso de ler este livro! Fantástico! Já o tive na wishlist, mas sempre adiei a oportunidade de o comprar.
Boas leituras.
Abraço

Francisco M. disse...

Boa e sugestiva opinião. Vou ter de comprá-lo!

Parabéns pelo seu blog Miguel. É dos poucos que nota-se uma grande dedicação.

Abraço

Miguel Pestana disse...

Obrigado Francisco.

Quando fazemos - seja lá o que for - por gosto, não custa nada.

Abraço

Guerreiro disse...

Atenção ao tiro!!! Vai ver o meu blog! ;o) NÃO FUJAS!

Patxi disse...

Já li ambos e recomendo.
Prende do início ao fim. ;)

Leitora disse...

Olá Miguel
Ainda não li este livro mas li O Executor e achei brilhante, aconselho vivamente.
Beijocas e boas leituras!

Miguel Pestana disse...

Obrigado Guerreiro pela distinção.

Começaste pelo 2º livro de Kepler, leitora, entao ja conheces o Joona Lima ;)

Gizela Mota disse...

Já li os dois e recomendo. Apesar de ter gostado mais do primeiro.
Se calhar as expectativas são sempre muito altas para o segundo e depois fcamos um bocadinho desiludidos.

luisa disse...

Participação no passatempo:

Luisa Figueiredo
raizqua@gmail.com

Nick - Luisa Figueiredo

Resposta: 20/03/2012

kassie disse...

Já li este livro e considerei-o fabuloso. O policial não é o meu género de eleição mas nos últimos anos o policial nórdico tem-me conquistado - Peter Høeg, Åsa Larsson, Stieg Larsson e este da dupla que dá pelo nome de Lars Kepler (acho interessante a ideia de escrever a quatro mãos), são alguns dos autores que tenho lido e de cujos livros tenho gostado bastante. Estou ansiosa por ler O Executor mas ainda não tive oportunidade..:)