sexta-feira, 26 de abril de 2013

«Chega de Mas!», de Sean Stephenson

Editora: Nascente
Ano de Publicação: 2012
Nº de Páginas: 176
As primeiras linhas deste livro, Chega de Mas!, são: «A maioria dos pais reza para que o seu bebé nasça com dez dedos nos pés e dez dedos nas mãos. E eu nasci assim! Mas tinha-os todos partidos.» (p. 13). A causa de Sean Stephenson ter vindo ao mundo assim, foi por ter sido diagnosticado com osteogénese imperfeita – uma forma grave de fragilidade óssea.
No primeiro capítulo do livro o autor revela os principais desafios que enfrentou desde a sua infância, e as lições que interiorizou nesses primeiros anos, em que era olhado com comiseração. Sean afirma que «a nossa infância é o “esboço” do desenho da pessoa que somos hoje». (p. 24)
Conta que até aos dezoito anos, sofreu mais de duzentas fracturas. Como consequência dessa constante perda óssea Sean teve de se ver confinado, permanentemente, a uma cadeira de rodas. Mas isso não o fez desanimar. Sean continuou a estudar e licenciou-se em Ciência Política, tendo estagiado na Casa Branca, no final dos anos 90, onde colaborou indirectamente com o presidente Bill Clinton. Sean quis partilhar com as outras pessoas que quando as pessoas se escondem atrás das suas limitações, não veem mais nada, e é por isso que este homem de um metro de altura iniciou uma carreira como orador motivacional, realizando palestras por todo o mundo. A par disso, Sean trabalha como psicoterapeuta.
As 176 páginas que compõem este livro estão à espera de serem lidas por quem achar que necessita de um estímulo para poder viver por completo a sua vida, sem limitações. Se está pensando: «Até que poderia ler este livro, mas… », decididamente tem de o adquirir.

7 comentários:

Tânia Ferreira disse...

Não há mas nem meio mas, vou ler este livro!!!

helena frontini disse...

Cada dia que passa dou mais valor à vida e este livro parece-me, mesmo, um hino à vida.

macy disse...

A mesma doença da Mafalda Ribeiro que também escreveu um livro semelhante "Mafaldices" que aconselho vivamente até porque nos diz muito mais a nós portugueses!
Abraço
Teresa Carvalho

Mónica Durão disse...

Queixamo-nos todos os dias, ou porque o cabelo é rebelde, ou porque temos uma borbulha, ou porque engordámos 1 kg... contra mim falo! Há que ler estes testemunhos REAIS para nos apercebermos o quão afortunados somos...

Luisa Silva disse...

Uma lição de vida para muitos, concerteza! Adoraria lê-lo!

Daniel Nascimento disse...

Muito interessante! Recomendo!

Marisa Luna disse...

Acho que estou a precisar de ler testemunhos destes... ando mesmo desanimada e sei que não posso, não devo... a vida é um bem precioso!