terça-feira, 26 de novembro de 2013

«O Inimigo Secreto», de Agatha Christie

Editora: ASA
Ano de Publicação: 2013
Nº de Páginas: 304

O Inimigo Secreto (The Secret Adversary, 1922) foi o segundo livro que a Rainha do Crime escreveu. Se no seu primeiro policial, O Misterioso Caso de Styles (1920), Agatha deu a conhecer aos leitores o detective belga, Poirot, nesta seguinte obra apresenta uma jovem dupla de detectives aventureiros: Tommy e Tuppence. Na trama, este duo de desempregados reencontram-se em Londres e formam uma parceria, oferecendo os seus serviços de investigação. Dispostos a qualquer tipo de trabalho, exigem bons honorários, e são contactados através do jornal por um homem milionário. Este, incube à dupla que investiguem e localizem uma jovem que desapareceu depois de ter sido salva de um naufrágio. Esta jovem americana, Jane Finn, transportava consigo documentos importantes, que Danvers, um desconhecido a bordo barco, pediu para que guardasse, momentos antes do Lusitania se afundar. Os valiosos documentos são encontrados, mas nas mãos das pessoas erradas, que poderão dar uso ao conteúdo dos papéis para emancipar uma crise política. Tommy e Tuppence entre viagens em prol da investigação descobrem que Jane Finn é procurada também por uma organização secreta, presidida pelo onipresente Mr. Brown, o presumível inimigo secreto.
Raptos, perseguições, revelações impensáveis, assim é a constituição do volume n.º 77 da colecção da ASA, dedicada exclusivamente a Agatha Christie. Embora o título seja de leitura contínua, os personagens e acção poderiam ter sido melhor idealizados. O número de páginas também foge à regra dos restantes policiais que a autora escreveu. Sublinho, este foi o segundo livro de Christie, mas uma “semente” da mestria da escritora poderíamos encontrar em O Inimigo Secreto, se o tivéssemos lido em 1922.


14 comentários:

Cristina Ventura disse...

Adoro esta autora :) Um livro que ainda não li mas adorava ler.

S Dias disse...

Agatha Christie é a mãe de todos os policiais :) Adoro o seu Hercule Poirot, mas a minha detective preferida é Miss Marple :D

Fátima Machado Cunha disse...

Agatha Christie é sempre uma autora a ler...

Angelina Violante disse...

Eu adoro ler Agatha Christie embora, raramente consiga descobrir quem é o vilão. Já para não falar nos filmes do Poirot.

Catarina Paulo disse...

Gosto bastante da escrita desta autora!! Ainda não li este livro mas fiquei com vontade de o fazer ao ler o past!! :)

Sara Parente Ribeiro disse...

Ainda só li "As Dez Figuras Negras" desta autora, mas gostei da história deste livro.

Sílvia Vieira disse...

Muito curiosidade em ler este livro, a Agatha Christie é uma excelente autora

Lisete Carvalho disse...

Adoro ler policiais, este é mais um livro para adicionar à minha lista de compras.

Leto of the Crows - Carina Portugal disse...

Já li tanto livros desta escritora que lhes perdi a conta. Tommy e Tuppence são dois protagonista muito engraçados, mas nenhum deles supera o Poirot.

Lina disse...

Uma autora que nunca li!
Apesar de gostar de policiais, nunca tive a curiosidade de ler!
Espero que seja em breve!

Carlos Dinis disse...

Para quem adora policiais como eu, este é um livro a não perder. A rainha dos policiais com mais um belo livro.

Sandra Santos disse...

Agatha Christie é sem sombra de dúvidas, a melhor autora de policiais,o leitor pode contar com suspense até ao fim em cada uma das suas obras. Nunca me desilude, contudo confesso nunca ter lido este livro em particular. Cá está uma boa opção para uma futura compra :)

Edgar Costa disse...

Por acaso ainda não tive a oportunidade de ler este livro da Agatha Christie, no entanto de todas as obras que li desta escritora sem dúvida que aquelas que mais me agradaram foram as que nem Poirot nem Miss Marple aparecem, como por exemplo As dez figuras negras ou Noite sem Fim.

Edgar Costa disse...

Mesmo ainda não tendo tido a oportunidade de ler este livro desta autora, adoro a sua obra, principalmente os livros em que o Poirot ou a Miss Marple não entram, como por exemplo as Dez figuras negras ou Noite Sem fim.