domingo, 18 de maio de 2014

«Oscar Wilde para Inquietos», de Allan Percy

Editora: Marcador
Data Publicação: 6/05/2014
N.º de Páginas: 144

Nesta obra, originalmente intitulada El Coaching de Oscar Wilde, encontramos 99 das mais perspicazes e profundas citações (ditas por Wilde ou expressas por seus célebres personagens) que traduzem a magnitude intelectual wildiana. Após cada frase, que irrompe a negrito em cada capítulo, Allan Percy analisa e desenvolve uma reflexão sobre o que está intrinsecamente subjacente nas curtas frases plenas de jogos irónicos e mordazes, que é apanágio do autor de De Profundis. O autor espanhol não só faz uma interpretação própria das citações como remete o leitor para outros ilustres textos de filófosos, pensadores e escritores, antigos e contemporâneos, como Buda, Dalai Lama, Shakespeare, Dale Canergie, Andy Warhol e Woody Allen, entrelaçando esses pensamentos com os do escritor a quem este livro presta tributo. Um exemplo que mostra a ironia de Wilde é a frase que consta na página 33: «A única diferença entre um capricho e uma paixão eterna é que o capricho é mais duradouro.» Jorge Luis Borges escreveu que «ao contrário de outros escritores, que tentam parecer profundos, Wilde, (…) era-o essencialmente, e tentava parecer frívolo», e é precisamente esta despretensão que transformou as frases de Oscar Wilde as que mais são partilhadas nas redes socias, como sublinha Allan Percy.
De Oscar Wilde para Inquietos, o terceiro livro do autor — que é também especialista em coaching — publicado pela Marcador Editora, há a declarar que é um livro escrito com humor, ideal para quem queira ter compilado algumas das frases que certamente já viu circular pelo seu mail, facebook, etc. Se o autor tivesse puxado mais pelo seu intelecto e menos pelo do dos outros (há demasiadas citações de autores que não Oscar Wilde, que na obra Percy faz uso, para transpor a mensagem de cada aforismo), a obra ganharia mais-valia; ficaria mais homogénea e centrada. Todavia, depois de lido, Oscar Wilde para Inquietos pode estar sempre na mesa-de-cabeceira e aberto aleatoriamente sempre que haja motivos para buscar inspiração, em um qualquer momento mais letárgico, que apresente-se no quotidiano.

http://silenciosquefalam.blogspot.pt/2014/04/oscar-wilde-para-inquietos-e-o-novo.html

Excerto:
«Quando examinamos a sua vida e lemos as suas palavras, tanto as suas obras como todas aquelas frases em forma de citação que nos chegaram dele, fica-nos uma mensagem: Wilde convidava-nos a viver a vida como se fosse uma obra de arte.» (p. 121)

13 comentários:

Cristina Lima disse...

Pelas citações que vamos conhecendo, deve ser imperdível...e a capa está o máximo!

Tânia Martins disse...

Adorava ter este livro, de vez em quando uma boa citação no momento certo, pode-nos levar a mudar muito na nossa vida e/ou forma de estar.

hernâni castro disse...

gosto do livro

Cris Correia disse...

Citações dizem muitas vezes o que sentimos e a capa está fantástica. Gostava de ler!

Mariana Lopes disse...

Um livro que adorava ler. Já ouvir falar muito dele.

Ana Oliveira disse...

Amo Oscar Wilde! Aquele homem era um génio, mesmo! O único livro que mudou a minha perspectiva de vida foi o "Retrato de Dorian Gray". Depois de o ler, nunca mais fui a mesma pessoa!

Tertúlia da Susy disse...

Adorava ler este livro, Susana

Açucena Flor disse...

Um livro que adorava ler.

anne silva Silva disse...

Este livro me parece inspirador uma maneira mais importante de ver a vida.

quima disse...

Estou com muita curiosidade de ler este livro. Obrigada por me abrir o apetite!

Inês Antunes de Caires disse...

Só pode ser bom... adoro Oscar Wilde!!!

Maria Lopes disse...

Adoro a capa do livro, e gostava de o ler, adoro citações!

Maria Santos disse...

adoro Oscar Wilde, este livro é genial nunca paramos de pensar nem de sorrir :)